Top
  >  Autoconhecimento   >  NÃO É SOBRE TER, É SOBRE SER

Se tem algo que possa ser atribuído à evolução é a certeza de que o que realmente importa é o SER e não o TER.

Há algum tempo atrás mergulhei em um processo de autoconhecimento profundo, afinal como sagitariana que sou, se não for com intensidade nem faço; Que presente pessoas!

Foi a melhor coisa que me permiti até agora: Imersões terapêuticas, inúmeras vivências, Terapia Bioenergética (body mind movement), Constelações familiares, sessões de Thetahealing, Apometria, Mesa Radiônica e quantiônica, além da terapia convencional junguiana que segue em prática.

Afinal somos cíclicos e a mudança é parte disso. Acho que dá para notar que além de sagitariana sou curiosa por natureza. 

O resultado de toda essa experiência se traduz em uma palavra: RESSIGNIFICAR.

Do dicionário “dar novo sentido a algo”; da etimologia “deriva da junção do prefixo re – com sentido de repetição e o verbo significar, de possuir significado.

Tão lindo isso, repetir o significado dando novo sentido a ele.

E eu pude ressignificar minha relação com o consumo, relação essa que estava completamente ligada à uma das crenças limitantes (aquelas que nos são convencionadas desde nosso nascimento e por todas as pessoas que participam de nosso crescimento; sem julgamentos, pois acredito que as intenções são as melhores) que se apresentaram, se eu não tivesse uma vida abundante financeiramente eu não era uma mulher atraente.

Eu era bem sucedida, consumia moda, estética, lazer e nunca era o suficiente, até o dia que eu quebrei. Quem era eu? O ter era algo tão intrínseco ao meu ser e de repente eu já não tinha mais. Perder a possibilidade de ter o que quer que fosse, me colocou num vazio absoluto, como seu eu deixasse de ser alguém. Em pleno baque me joguei nas experiências de autoconhecimento que  mencionei.   Foi providencial, tenho certeza que nada é por acaso na vida.

Foi preciso me perder de mim mesma para poder reencontrar minha essência, descobrir meu propósito e então perceber que nós somos seres únicos, lindos e perfeitos com todas as imperfeições que possuímos. Que quando nos conhecemos intimamente e nos relacionamos amorosamente com nosso eu, o ter perde o sentido porque a única coisa que precisamos é SER.

Ativa e comunicativa como sou, faltava algo com meu propósito de vida, além da representação comercial e então em pleno auge da pandemia, dei a luz à Beyoutifull, uma Consultoria de estilo focada no Ser, focada no resgate do autoamor, na essência. 💖

Postar um comentário