Top

A Jornada começou.

No fim de 2018 estava entrando em um Burnout quando me impus uma pausa para cuidar de mim, antes que ficasse mais sério.

Queria ir para algum lugar tranquilo, que tivesse atividades para me orientar em uma reconexão, até que por recomendação de uma amiga cheguei ao Centro de Realização do Ser Ponto de Luz, que tem como objetivo acolher pessoas que buscam esse momento para si, entrei em contato com eles e reservei 6 dias para cuidar de mim.

Preparei o terreno na empresa, organizei e deixei tudo pronto para minha ausência, pois não adiantaria ir para um local com o propósito de desconectar se ficasse conectada na internet trabalhando à distância, então agilizei tudo para esse meu momento, recebi o apoio de uma grande amiga e parceira do trabalho da qual ficou responsável por dar o suporte necessário para tudo correr bem na minha ausência e o apoio do meu marido, pois fui sozinha.

Lá fui eu

Área externa 

Área da piscina

Minha jornada iniciou,  a cabeça acelerada com mil pensamentos de como seria aquela semana relativamente off.

Cheguei no Ponto de Luz já era fim de tarde, começando a escurecer e o cheirinho bom da cozinha anunciava que o jantar estava prestes a ser servido.

Ao ser recepcionada, ainda no check-in já consegui perceber o agito em que minha mente se encontrava, pois saí pedindo a programação das atividades, que horas era isso, que horas era aquilo, tirando foto do mural com as informações, preocupada em perder alguma atividade, e claro onde era a sala do wifi e qual era a senha.

“Sim, lá tem Wifi, mas em um local específico, ou seja, não pega em qualquer lugar, no quarto nem pensar pois o propósito do local é te fazer desconectar para se reconectar.”

A moça que me recebeu repetiu mais de uma vez: Calma, você não precisa anotar tudo, não se preocupe você vai ter tempo para todas as atividades, inclusive quando quiser usar a internet.

Pensei ta bom, vamos começar então, não queria perder tempo.

Havia reservado um quarto compartilhado, disponível para 4 pessoas mas quando cheguei no momento só havia eu, então deixei as coisas ali e logo perguntei onde ficava a piscina aquecida e lá fui eu.

Ah como

QUE RELAXANTE… momento de paz começou ali, boiando e deixando o corpo sentir aquela água quentinha me acolher. Sem falar no silêncio, a escuridão do lado de fora, pois a piscina aquecida é fechada com as paredes em vidro para que você possa apreciar a vista da natureza.

 --> Fiquei ali por pelo menos 1h e depois fui jantar. <--

Ao chegar no local onde estava sendo servido o jantar vi um buffet lindo, bem variado e colorido, com entrada, prato principal, sobremesa, sucos e chás.

🙈 CONFESSO que levei na mochila um pacote de biscoito pois estava com medo de passar fome, já que o local fica afastado da cidade, e eu não sabia como ia ser minha experiência, mas de qualquer forma as acomodações no Ponto de Luz possuem todas as refeições inclusas.

Café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar

O Ponto de Luz oferece um cardápio vegetariano e já na primeira refeição tive uma ótima impressão da qualidade da comida que além de gostosa, foi super saudável.

Depois do jantar fui para meu quarto, fiquei andando de lado para o outro vendo o que podia fazer para pegar no sono, pois parecia tão cedo e nos quartos não tem televisão, e o 3G do celular pegava fraquinho, isso quando pegava. Até que resolvi ler e assim peguei no sono.

--> Para quem não estava com sono até que dormi rapidinho. 😴 <--

Acordei com uma leve claridade, louca para fazer monte de coisa, ao abrir a porta que dava para a sacada me deparei com uma paisagem linda, que tranquilidade.
No Ponto de Luz você pode se hospedar com agenda livre ou se inscrever em programas de bem-estar já com uma programação pré-organizada para uma imersão mais específica, de acordo com seu momento.
Desta vez acabei pegando estadia avulsa, mas logo quero experimentar os programas também.

Vista da varanda do quarto

Rio com quedas da água

Me arrumei e fui ver o que tinha para fazer, daí percebi que era super cedo, acordei antes mesmo de iniciar o café da manhã. Será que eu estava ansiosa? 😬

"Algo que você fica procurando o tempo todo quando chega é saber que horas são, no Ponto de Luz tem poucos relógios, só em locais bem específicos, pois você realmente perde a noção do tempo."

Conforme o dia começa, você vai deixando fluir e acompanha o badalar do sino, que é tocado quando vai iniciar alguma atividade em grupo. Esse é o som que você precisa ouvir para se orientar em relação ao tempo. 

O primeiro dia foi longo, longo demais… eu fiz tanta coisa e as horas pareciam não passa, aí que você começa a se dar conta do agito mental que nos encontramos.  

Ali as pessoas falavam devagar, transmitindo calma e clareza nas palavras e eu estava em largada, acelerada parecia que tinha um tempo exato para a conversa. (risos)

Tem que rir né, quando você percebe essas coisas é o momento que você tem que reconhecer que foi importante apertar o pause.

Logo no primeiro dia chegou uma menina para compartilhar o quarto comigo, o que foi bem legal. Você começa a interagir e ver que a maioria das pessoas que estavam ali buscavam a mesma coisa que eu, a reconexão.

Mas se você não quiser compartilhar quarto, tem as opções de quarto individual também, e não só o quarto, o Ponto de Luz oferece lindas opções de chalés onde você consegue ter um refúgio mais isolado e privado, o que pode atender à pessoas que querem ficar mais sozinhas, ou que vão com amigos, família, crianças.

A única coisa é que todas as refeições são feitas no refeitório para que você mantenha sua conexão sempre partilhando da mesma experiência gastronômica.

O fato de você ir com a programação avulsa, onde você faz as atividades de forma livre e de seu interesse, é bom para quem quer apenas ficar quietinho e aproveitar a infraestrutura. O Ponto de Luz tem uma infraestrutura com muitos espaços abertos para aproveitar, como campo de futebol, piscina externa e aquecida, labirinto, templos para meditar e até uma trilha que corre a beira do rio com quedas lindas d’água. E ali perto temos a Pedra Preta, com uma leve caminhada você chega na pedra para apreciar lá de cima as belezas que abrigam a Serra da Mantiqueira.

– Dentre as atividades diárias estão inclusos:

caminhada

De resto você pode aproveitar como quiser, e com certeza conhecer os terapeutas do Ponto de Luz, eles tem um cardápio de terapias fascinantes de massagens, técnicas naturais e holísticas.

Eu tinha horários específicos para acessar o wifi e dar sinal de vida para meus pais, meu marido e claro saber como andavam as coisas no trabalho, mas no geral consegui me desprender da vontade louca de ficar na telinha, tanto que meu celular acabou ficando em modo avião quase o tempo todo.

Tudo aquilo que demorou para passar o tempo nos primeiros dias, depois do quarto dia já estava passando rápido demais, e quando chega a hora de ir embora a vontade de ficar existe, e é verdadeira.

 — >  Lembra do pacote de biscoito na mochila? Pois é, voltou para casa 😁  < —

O Ponto de Luz te oferece uma explosão de sabores que amplia seu paladar, te mostra como se alimentar bem com muitas receitas leves e saudáveis, eu até comprei o livro de receitas para tentar replicar algumas dessas delícias em casa.

Enfim, o Ponto de Luz é um lugar incrível para revitalização do ser.

Super indico você viver uma experiência lá, e depois se puder compartilhar comigo como foi, será maravilhoso saber.

Saiba mais sobre o Ponto de Luz.

Espaço cadastrado .

icone amo colorido

Experiência vivida por:

Michelle Andreazza

Michelle Andreazza

“Amo sentir a vibração da natureza, conhecer e aprender algo novo, explorar meus limites e escrever sobre o que sinto.” 💓 Sou criadora de conteúdos focado em bem-estar. Vivo e compartilho meu conhecimento e minhas experiências, principalmente de como me reconecto com minha essência para viver uma vida mais leve e com propósito. 📝 Tudo está interligado de alguma forma, vamos juntos deixar a energia fluir?